XXXII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear

O XXXII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear ocorreu entre os dias 10 e 12 de agosto de 2018, no Maksoud Plaza em São Paulo-SP.

O evento contou com a participação de cerca de 500 profssionais relacionados a área de Medicina Nuclear, Biomedicina, Radiofarmácia e Física Nuclear. Os principais temas abordados durante o congresso foram: câncer de mama, câncer de próstata, cardiologia, radioiodoterapia, neurologia e teranósticos. Sobre este último tema,aliás, a nossa colaboradora Patrícia Nabinger palestrou no segundo dia do congresso, sábado, 11 de agosto.

Expositores
O Grupo RPH foi um dos principais expositores durante os 3 dias de congresso. Com um stand acolhedor e equipe muito bem alinhada recebemos clientes de todo o Brasil e com isso foram geradas grandes oportunidades de negócios. 

 

 

WORKSHOP: 1º Encontro dos Usuários da Plataforma Gálio-68

No dia 09 de agosto de 2018 realizou-se o 1º Encontro dos Usuários da Plataforma Gálio-68, Works

hop promovido pelo Grupo RPH que contou com a presença de técnicos em radiofarmácia, médicos nucleares e outros profssionais da área.

Na ocasião foram discutidos assuntos com foco no Gálio-68. A abertura do evento fcou por conta do CEO da RPH, Rafael Madke que deu as boas vindas aos convidados e anunciou as novidades da RPH. Em seguida foi a vez do médico responsável pela Medicina Nuclear do Hospital Sírio-LibanêsBrasília, Dr. Marcus Grigolon, palestrar sobre o Presente, o Passado e o Futuro do Gálio-68. A interatividade também foi um ponto forte do Encontro, com a palestra virtual de Thomas Gottlieb da ITG que falou sobre o 177Lu PSMA na Alemanha. Na sequência a colaboradora Patrícia Nabinger trouxe o tema Novas Plataformas Aplicadas ao Teranóstico. Já na parte da tarde as palestras ficaram com as colaboradoras Géssyca Righi e Thaís Borges que falaram sobre os Aspectos Regulatórios do Gálio-68 e sobre as Rotinas em Radiofarmácia com Gálio-68, respectivamente. O evento ainda contou com a colaboração das Outsourcings da RPH mostrando um Troubleshooting (resolução de problemas com gálio-68).

Convidados

O evento teve uma participação ativa de seus convidados, o que nutriu o debate sobre os caminhos e possibilidades da medicina nuclear brasileira. Entre os convidados, haviam representantes das seguintes instituições: InsCer, Mater Dei, Climedi, AC Camargo, IDS, CNEN, IGR, Fleury, MND e Osvaldo Cruz, entre outros.

Encontro Anual

O dia de palestras e discussões foi encerrado com sucesso e para comemorar, todos foram convidados para um Happy Hour. O Encontro dos Usuários da Plataforma Gálio-68 faz parte do Programa Especialistas da Plataforma Gálio-68. A intenção é que sejam realizados encontros como este anualmente.

 

 

 

Parceria entre Grupo RPH e Instituto do Cérebro

O grupo RPH firmou parceria com o Instituto do Cérebro onde irá disponibilizar e instalar a Plataforma Gálio-68 com o objetivo de fomentar a pesquisa em novos radiofármacos, além do desenvolvimento e validação de métodos analíticos.

Com isso, muito provavelmente será o primeiro gerador de Gálio-68 em funcionamento em Porto Alegre. O InsCer é referência nacional em pesquisa de radiofármacos e investigação clínica por imagem, extremamente qualificado em termos de estrutura, equipamentos e profissionais. Para saber mais sobre o instituto: http://inscer.pucrs.br

 

 

Grupo RPH busca parceria com CRF-RS para capacitar farmacêuticos em radiofarmácia

O Grupo RPH, representado pelo seu presidente, Rafael Madke, que é farmacêutico, além da Coordenadora Comercial e Marketing, Carolina Rodrigues e do farmacêutico responsável técnico, Guilherme Petersen estiveram reunidos no CRF-RS no dia 23 de janeiro.

No encontro com a vice-presidente, Maria Letícia Raupp dos Santos, além da gerente de Fiscalização, Elisandra Tiggemann, a farmacêutica da Orientação Técnica, Clarissa Xavier e a advogada Raquel Zorzi, foram discutidas estratégias com objetivo de qualificar os farmacêuticos do Rio Grande do Sul em radiofarmácia. A ideia, segundo Petersen, é de que com a parceira com o CRF-RS e apoio de hospitais e universidades, busque-se promover capacitações para os farmacêuticos. “A área de radiofarmácia é nova, possui muita demanda e poucos profissionais com conhecimento para atuar nela, não só no Rio Grande do Sul, mas em todo o país, e somente com a formação da faculdade o farmacêutico não tem condições de ingressar na mesma”.

De acordo com a vice-presidente do CRF-RS, Maria Letícia Raupp dos Santos, o Conselho está fiscalizando as radiofarmácias e busca qualificar os farmacêuticos para assumirem as vagas nessa esfera. Segundo ela, “o farmacêutico é o profissional que deve estar inserido na manipulação que ocorre na medicina nuclear de clínicas e hospitais”. Portanto o CRF-RS estará trabalhando para que o campo de atuação do farmacêutico seja respeitado.

Fonte: https://www.crfrs.org.br/portal/pagina/noticias-detalhes.php?idn=2517

 

 

MAIS UMA CONQUISTA PARASE ORGULHAR

O Grupo RPH tem orgulho de informar que a ITG, sua parceira comercial, conquistou em dezembro de 2017, a certificação de Boas Práticas de Fabricação (BPF) pela ANVISA, tornando-se a única indústria radiofarmacêutica produtora de geradores de Gálio-68 a possuir esse reconhecimento no Brasil.